Blog

Por que o marketing humanizado deve transformar o B2B

Por que o marketing humanizado deve transformar o B2B

O marketing humanizado ganha cada vez mais espaço e já está presente em muitas ações de comunicação e publicidade. Especialmente para os negócios B2B, essa ferramenta ajuda no posicionamento de marca no mercado, na venda de seus produtos e serviços, além de ser uma grande aliada na hora de projetar e organizar uma estratégia de marketing digital.

Segundo estudos da Heinz Marketing e SnapApp, a maior parte do ciclo de vendas B2B já acontece on-line, e apenas 9% dos compradores estabelecem um contato com os fornecedores antes de realizar suas próprias pesquisas.

Muitas empresas falam de humanização, mas pouquíssimas aplicam este conceito na prática, principalmente no mercado B2B. Se relacionar de forma autêntica e conquistar a confiança do seu público é a melhor maneira de atrair e fidelizar seus clientes.

Mais do que adquirirem um produto ou serviço, as pessoas desejam se conectar com ideias, compartilhar interesses e fazer parte de uma rede de relacionamento que faça sentido para elas. E se isso vale para o mercado B2C, também vale para o B2B, afinal quem está por trás das negociações também são seres humanos.

As redes sociais estão aí para provar isso. Dados coletados pelo Social Media Trends 2019 mostram que cerca de:

  • 96,2% das empresas estão presentes nas redes sociais;
  • 62,6% consideram que as redes sociais têm um papel muito importante para as empresas;
  • 42,1% já têm mais de 3 anos de uso das redes sociais.

Em um contexto mundial, 87% dos profissionais de marketing B2B já usam as redes sociais para se conectar e oferecer conteúdos relevantes.

Marketing Humanizado – Experiência entre empresa e cliente

A experiência do cliente com a sua marca é um fator fundamental para o sucesso das ações de marketing e vendas. Se levarmos em consideração que no marketing B2B um cliente pode ter diferentes personas, com diferentes dores e jornadas de compra, conseguimos entender melhor a importância do marketing humanizado, pois, dentro do mesmo segmento, estamos falando com PESSOAS diferentes.

De forma geral, fazer marketing humanizado é conversar com o seu cliente de maneira próxima, criar um relacionamento e entender a sua rotina. A empresa precisa estar disposta a atuar como parceira, se engajar com as necessidades e demandas do comprador, além de trabalhar ao máximo para agregar valor com seus produtos e serviços.

É preciso incentivar conexões humanas e usar os canais digitais sempre de maneira estratégica, equilibrando a rapidez e o dinamismo que eles oferecem, mas nunca deixando de lado as oportunidades de interação via telefone ou até mesmo presenciais.

Como aplicar o marketing humanizado na prática?

O primeiro passo para aplicar o marketing humanizado na prática é montar um planejamento de comunicação que contemple os interesses e as necessidades do seu público, colhendo e organizando informações consistentes sobre o mercado, a concorrência e o produto dele.

A partir disso, é hora de criar ações direcionadas que resolvam problemas que ajudem seus clientes de alguma forma na rotina corporativa!

Digital

Uma base de dados bem estruturada te ajudará a criar uma comunicação customizada com conteúdo relevante e atrativo, que realmente impacte o receptor. Use as redes sociais e os e-mails marketing para se manter próximo ao seu público, programando campanhas personalizadas para os grupos que deseja atingir.

Além disso, construa um blog corporativo e produza vídeos que tratem de temas que sejam importantes para os seus clientes, com informações e orientações capazes de contribuir de alguma forma com o andamento e aprimoramento do negócio dele.

Presencial

Humanizar envolve contato, presença e diálogo. E neste caso, as ações presenciais são tão importantes quanto as digitais.

Proximidade e imediatismo são pontos-chave, e os eventos são excelentes recursos para oferecer isso. Feiras, congressos, workshops e palestras, seja qual for a proposta, são ótimos caminhos para unir conteúdo, bem como trocar ideias e informações. A princípio pode ser trabalhoso, mas os resultados são comprovados.

Essas são algumas formas que as empresas têm de criarem vínculo com seus clientes e, mais do que isso, despertarem emoções positivas com relação à marca e aos serviços oferecidos.

Um novo mercado exige novas estratégias

Tanto a comunicação B2C como a B2B vêm sofrendo mudanças nesses últimos anos, e hoje não basta ter o melhor produto/serviço ou oferecer o preço mais atrativo. Cada vez mais, as pessoas querem encontrar propósito naquilo que fazem e desejam se conectar com marcas e empresas que também estejam comprometidas com isso.

Com os avanços do mercado e o uso de tecnologias inovadoras, como inteligência artificial e automação, os departamentos e ações de marketing digital têm experimentado grandes revoluções.

Muitas atividades que antes necessitavam de uma equipe para a execução hoje são realizadas por ferramentas e sistemas, disponibilizando mais tempo e espaço para que os profissionais consigam se dedicar cada vez mais à parte estratégica e à inteligência por traz da comunicação e dos negócios.

O ambiente digital transformou a forma como as pessoas se comunicam, se relacionam e até a forma como consomem. Humanizar a comunicação, o processo de vendas e estabelecer uma relação com o público faz parte da configuração deste novo mercado e as organizações precisam acompanhar isso.

Claro que no universo B2B existem outros fatores que são essenciais para a efetivação e o sucesso de um negócio, mas sem dúvida a aplicação de um bom plano de marketing humanizado será um grande diferencial frente aos seus concorrentes.

Gostou desse tema e quer saber mais sobre como engajar o público da sua marca? Confira nosso artigo: “Persona B2B: Como identificar e criar estratégias alinhadas“!