Blog

Budget para marketing B2B: Como calcular seu orçamento?

Budget Marketing

Estabelecer um orçamento coerente e eficiente para o marketing da sua empresa pode parecer realmente complicado, mas o benchmarking e algumas fundamentações podem te ajudar com essa tarefa. Nesse artigo, vamos abordar os principais fatores que devem ser considerados e as melhores formas de calcular o seu budget de marketing de forma assertiva, considerando as particularidades do mercado B2B, bem como as necessidades da sua marca!

Como calcular o seu budget de marketing ideal?

Ao longo de nossos anos de experiência com o marketing B2B, atendendo a indústrias, distribuidoras e empresas de tecnologia e de serviços, nós tivemos a oportunidade de analisar diferentes cenários e contextos na definição do orçamento para esse setor, chegando em alguns métodos eficientes para esse cálculo:

Porcentagem de receita

Com base em nossos estudos, a maior parte das organizações B2B investem entre 2% e 10% da receita em marketing. Uma diretriz interessante é que enquanto empresas menores tendem a investir mais, empresas maiores tendem a investir menos, proporcionalmente. O que faz total sentido, já que quanto maior a sua perspectiva de crescimento, maior deve ser seu esforço para a geração de leads, branding e experiência do cliente, concorda?

Outro aspecto que deve ser ressaltado é que em muitas empresas B2B, o marketing é o responsável pela geração de 20% a 50% da receita. Assim, as suas estratégias e o seu orçamento devem dar suporte e viabilizar esse retorno.

Agora, como definir a porcentagem exata para o orçamento da sua empresa? Isso depende de diversos fatores, como a maturidade do seu negócio, o seu nicho de atuação, o nível de concorrência, a imagem da sua marca no mercado e, inclusive, a taxa de rotatividade de seus clientes. Dessa forma, para estabelecer um budget de marketing a partir de uma porcentagem da sua receita, é preciso análises mais aprofundadas, considerando históricos, previsões, posicionamento, projetos em andamento…

Mas calma, essa não é a única forma de calcular adequadamente quanto você deve realmente investir em marketing. Outra opção é com base em sua meta para o ROI (Retorno sobre Investimento) de suas ações.

ROI de campanha

A ideia é sempre manter o gasto de suas campanhas entre 5% e 10% da receita líquida que você espera gerar a partir delas. Portanto, se a sua meta é gerar, por exemplo, uma receita de R$ 70.000 com uma iniciativa de marketing, o recomendado é não investir mais de R$ 7.000 na execução dela. Lembrando que históricos e experiência são importantes para aprimorar suas previsões na hora de estabelecer esse método!

Custo por aquisição

Se você não sente segurança em estabelecer o seu budget de marketing por porcentagem de receita, ou por metas de retorno, outro método que funciona é a partir do custo máximo por aquisição que está disposto a pagar em suas campanhas. Nesse método, você considera o custo por lead ou o custo por cliente como uma porcentagem da sua margem de receita. Se você tem uma margem de lucro baixa, seu custo por aquisição também deve ser baixo, para gerar resultados de forma equilibrada.

Bom, essas são as três principais formas de calcular o seu orçamento. A primeira, por porcentagem de receita, traz uma abordagem de cima para baixo, enquanto as outras duas, por ROI e custo de aquisição, são abordagens de baixo para cima. Cada uma é indicada conforme as variações e perspectivas de cada caso.

Com o seu budget de marketing definido, a segunda pergunta deve ser: como distribuir os valores de forma equilibrada? Vamos te ajudar com essa questão no próximo tópico!

4 Fatores para considerar em seu orçamento de marketing

Uma das dificuldades em estabelecer um orçamento verdadeiramente assertivo é que nem todas as empresas têm real consciência sobre tudo o que esse valor deve englobar. Entenda quais investimentos devem ser considerados e como equilibrá-los da melhor forma!

1. Mídia

Esse aspecto não só deve ser considerado em seu orçamento, como deve compor a maior porcentagem do seu investimento! Os seus esforços de marketing precisam estar nos canais certos, seja em mídia online, com o marketing digital, ou offline.

Google Ads, Facebook Ads, LinkedIn Ads, anúncios em revistas especializadas e estratégias de marketing de conteúdo, entre outras estratégias, são extremamente importantes para a geração de leads e a visibilidade da sua marca, portanto, não deixe de dar o devido valor a eles!

2. Ferramentas

Seja para trabalhos realizados internamente ou externamente, contar com ferramentas estratégicas é fundamental para a execução e a otimização de suas ações de marketing. Investir em licenças de software, ferramentas de automação e um CRM garante assertividade em seus três principais desafios: gerar mais oportunidades, potencializar a imagem da sua marca e manter os seus clientes em casa!

3. Staff

Independentemente se a sua empresa conta ou não com uma agência de marketing, contratar uma equipe interna é fundamental para o dia a dia de suas ações. Com um profissional inteiramente dedicado a essa função, as informações e as ações fluem de forma muito mais ágil e eficiente, viabilizando projetos a curto, médio e longo prazo. Portanto, leve sempre em conta os gastos com um analista ou uma equipe de marketing na hora de avaliar o seu orçamento!

4. Agência de marketing B2B

A não ser que você tenha toda uma estrutura de marketing interna, com uma equipe preparada para a produção de conteúdo, design e marketing digital, é indispensável contratar uma agência de marketing B2B, capaz de oferecer, de forma completa, desde a estratégia, até a execução e o acompanhamento de ações focadas nas necessidades da sua marca.

A Agência Canna é a primeira agência especialista em marketing B2B do Brasil, e desenvolveu um programa exclusivo para esse segmento. Entenda como a nossa metodologia pode te ajudar a potencializar suas estratégias e o retorno de seus investimentos em marketing!