Blog

5 erros de marketing B2B para não cometer em 2020

5 erros de marketing B2B para não cometer em 2020

O ano já começou, e existem alguns erros de marketing que você deve ficar atento para não cometer na comunicação da sua empresa. O mundo dos negócios está cada vez mais exigente, e hoje não basta apenas lançar campanhas de marketing com foco no produto ou serviço, sem pensar no público-alvo e nos pontos de conexão dele com a sua marca.

O marketing é uma poderosa ferramenta que colabora com a geração de valor das marcas, mas para que essas ações realmente ofereçam resultados positivos, é preciso ter uma estratégia bem alinhada com perfil dos consumidores. No caso do marketing B2B (business to business), os esforços devem ser redobrados, já que vender para organizações envolve desafios ainda maiores.

Algumas empresas planejam sua comunicação sem entender direito o que o cliente dela está realmente buscando. O fato é que não adianta lançar uma campanha ou querer vender um produto sem responder e se preocupar com os interesses momentâneos de cada público.

Para obter sucesso é preciso ter assertividade, então confira os erros de marketing que a sua organização não deve cometer neste ano!

5 erros de marketing B2B que você não deve cometer

1. Não reconhecer o momento atual dos seus clientes

Não reconhecer o momento atual das empresas para as quais você vende pode ser um grande erro e um obstáculo para o sucesso de suas vendas. É necessário entender mais sobre os interesses do seu cliente, os problemas que ele está enfrentando e as dificuldades que interferem na decisão final de compra! Ele pode querer o seu produto/serviço e até gostar da sua oferta, porém se tiver outras necessidades prioritárias na lista e o orçamento não bater, pode ser bem difícil de você efetivar o negócio.

Atuar como uma parceira é uma excelente estratégia para enfrentar esse problema. Conheça bem as empresas que irão comprar de você, o cenário financeiro que elas estão enfrentando e o que realmente precisam. Reflita sobre os seguintes pontos:

  • O seu produto/serviço é primordial neste momento?
  • Quais benefícios essa transação irá proporcionar para o seu cliente?
  • Como isso poderá ajudá-lo a enfrentar o atual cenário?

Responder essas perguntas deve ser a base estratégica da sua comunicação, assim você vai conseguir mostrar ao cliente o real valor daquilo que está oferecendo e como esse investimento irá beneficiá-lo.

2. Não utilizar uma linguagem adequada

O processo de imersão no cliente é essencial para que você saiba o jeito certo de se comunicar e a linguagem correta que deve ser aplicada nas campanhas. Uma das bases do marketing de conteúdo é a linguagem, e quando falamos do ambiente corporativo, esse fator é ainda mais relevante.

Estabelecer um relacionamento com empresas, envolve a interação com diferentes tipos de profissionais que podem estar espalhados por variados setores, cada um com suas particularidades e níveis de entendimento.

Por exemplo, a forma que você irá abordar um Analista Financeiro, não é igual ao diálogo que você irá estabelecer com o Diretor de Operações. São públicos diferentes que se encontram na mesma organização, porém exigem linguagens distintas. Em um mercado que cobra cada vez mais assertividade e personalização, mapear os públicos da sua empresa e definir a comunicação com cada um deles é essencial para o sucesso das suas vendas.

Para saber qual a linguagem correta a ser trabalhada, leve em consideração:

  • Os diferentes pontos de contato que a sua empresa tem com o cliente;
  • Quais setores vocês mais se comunicam;
  • Qual o perfil de cada profissional que vocês interagem.

Diante disso, trace as personas que a sua marca terá contato e defina o alinhamento que cada uma delas exige para estabelecer uma comunicação eficiente e assertiva. Lembre-se de criar conteúdos diversos, que atendam aos diferentes públicos para construir mais e novos canais de conversão!

3. Não aplicar um plano de comunicação atualizado e assertivo

Não atualizar o planejamento de comunicação é um dos erros mais cometidos pelas empresas. A cada ano o mercado muda e com ele chegam novas tendências, diante disso é preciso estar de olho nesse movimento, ver como os concorrentes estão se posicionando e traçar planos e metas que estejam alinhados a este novo cenário.

Crie conteúdos conectados com aqueles pontos que citamos lá no primeiro item (reconhecer o momento atual do cliente), que mostrem o valor do seu produto e serviço para a organização. Destaque como o seu trabalho pode agregar valor à performance dela no mercado, e também como você poderá ajudá-la a vencer as dificuldades do atual cenário.

Lembre-se, seu cliente não quer apenas comprar algo ou adquirir um serviço, ele quer um parceiro que esteja interessado em ajudá-lo!

4. Não planejar ações no ambiente digital

Marketing digital não é apenas criar posts para as redes sociais, é preciso estratégia, qualidade e regularidade. O ambiente online é um excelente local para você se aproximar mais de seus clientes, estar presente na rotina deles e entender com mais propriedade aquilo que eles realmente estão buscando.

Estabelecer um planejamento de marketing digital B2B é essencial para que você consiga construir conteúdos que convertam em vendas e aproximem o cliente da sua marca. Nesse processo, leve em consideração:

  • Em quais redes sociais os seus clientes estão presentes;
  • Que tipo de dúvidas eles têm e o que querem saber;
  • Ações sazonais que estejam conectadas com os interesses deles;
  • A linguagem correta a ser aplicada nas peças de comunicação digital.

5. Não acompanhar as metas e resultados das ações

Todo mundo sabe que não adianta criar metas e objetivos se você não acompanha e analisa os resultados de cada ação. Por mais óbvio que isso pareça, muitas empresas ainda cometem esse erro e acabam deixando a desejar nos resultados finais. Muitas estratégias e campanhas assertivas, acabam sendo perdidas por falta de supervisão e pequenos ajustes periódicos, que poderiam agregar muito nas taxas de conversão.

O principal objetivo de marketing é gerar receita e não dar despesas desnecessárias. Mas para que ele realmente funcione é preciso entender a fundo qual a meta a ser atingida, o que é preciso fazer para alcançá-la e quais os ajustes necessários para que o resultado almejado seja obtido.

Mantenha um registro das suas palavras-chave, utilize ferramentas de rastreamento e mantenha uma rotina de acompanhamento semanal de suas ações e conteúdos. Dessa forma você poderá ter certeza se está no caminho certo!

Agora que você já sabe quais os erros de marketing que não deve cometer, é hora de arregaçar as mangas e começar a traçar o seu planejamento de marketing e comunicação para 2020. Lembre-se de revisitar todo o escopo de comunicação do ano passado, as metas traçadas, os resultados de cada ação, bem como o que vale a pena atualizar e o que precisa ser descartado.

Quer uma ajuda profissional nesse processo? Nós disponibilizamos um diagnóstico gratuito e exclusivo para você compreender de fato como impulsionar a sua marca e seus resultados este ano!

Diagnóstico Gratuito de Marketing B2B